Centro de investigação do Alentejo vai descodificar código genético do sobreiro

Ir em baixo

Centro de investigação do Alentejo vai descodificar código genético do sobreiro

Mensagem  Haddock em Qui 25 Out 2012 - 9:35




Um centro de investigação do Alentejo vai descodificar o código genético do sobreiro, a espécie florestal com maior interesse socioeconómico em Portugal, através de um projecto que arranca em 2013 e custará 1,1 milhões de euros.

O GenoSuber - Sequenciação do genoma do sobreiro já foi aprovado para financiamento comunitário pelo programa operacional INAlentejo e deverá arrancar em Janeiro de 2013, disse na terça-feira à Lusa Sónia Gonçalves, do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Baixo Alentejo e Litoral (CEBAL), o promotor do projecto.

A investigação vai durar dois anos e meio e tem como objectivo descodificar e conhecer o património genético do sobreiro, "a espécie florestal com maior interesse económico e social em Portugal", explicou Sónia Gonçalves. O montado de sobro, a base da indústria corticeira, "assume uma importância ecológica e socioeconómica" em Portugal que "justifica a realização do projecto no país", frisou a investigadora, referindo que, através do GenoSuber, "Portugal está na vanguarda da investigação em sobreiro".

Devido à importância desta árvore em Portugal, que é responsável por cerca de 1/3 da produção mundial de cortiça, "faz todo o sentido ser o país a liderar a descodificação do genoma" (código genético) e a "deter o conhecimento máximo a nível genómico", frisou.

Segundo Sónia Gonçalves, a descodificação do genoma do sobreiro, que será feita com "tecnologia de última geração", vai permitir "um avanço no conhecimento e melhoramento genético da espécie, em questões relacionadas, por exemplo, com o desenvolvimento da árvore, a formação da cortiça e as respostas a ´stress`, com especial enfoque na resistência a doenças".

Através da descodificação do genoma, será possível "identificar a sequência dos genes presentes numa espécie", o que já foi feito no genoma humano e de outras espécies vegetais, mas no sobreiro "será a primeira vez", disse.

Segundo Sónia Gonçalves, "a identificação dos genes poderá ajudar depois a realizar estudos mais direccionados e será uma mais-valia para o conhecimento" do sobreiro.

Conhecer genoma pode impulsionar sector da cortiça

O GenoSuber vai "trazer uma nova dimensão" à fileira florestal portuguesa ao abrir a possibilidade de delinear estratégias de melhoramento da espécie, "com importantes repercussões a médio e longo prazo no sector" da cortiça.

O projecto, orçado em 1,132 milhões de euros, será financiado em 80% por fundos comunitários, através do INAlentejo, sendo a verba restante assegurada por entidades privadas.

Além do CEBAL, o projecto envolve o Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa, o Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica, a Biocant - Associação de Transferência de Tecnologia, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e o Instituto Gulbenkian de Ciência.

O projecto, que envolve 28 investigadores, terá como consultores o professor belga Yves Van de Peer, da Ghent University (Bélgica), e o professor norte-americano Gerald Tuskan, do Oak Ridge National Laboratory (Estados Unidos da América).


Fonte: http://ecosfera.publico.pt

_________________
Portugal Natura
avatar
Haddock

Mensagens : 88
Data de inscrição : 22/03/2012
Idade : 34
Localização : Montijo

Ver perfil do usuário http://ruadamisericordia.blogspot.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum