Ciência ocupa 0,8% dos telejornais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ciência ocupa 0,8% dos telejornais

Mensagem  Mandrágora em Qua 5 Dez 2012 - 10:11




Ciência ocupa 0,8% dos telejornais

A conferência “Ciência no Ecrã” servirá para apresentar o estudo com o mesmo nome promovido pelo Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) em parceria com a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC). No Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a 13 de Dezembro, vão juntar-se cientistas e jornalistas para debaterem a comunicação na ciência.

O trabalho, que teve a duração de 18 meses (2011 e primeiro semestre de 2012), analisou as notícias relacionadas com ciência exibidas nos telejornais em horário nobre (entre as 20h00 e as 23h00) dos quatro canais de televisão portugueses (RTP1, RTP2, SIC, TVI). “Aquilo que verificámos foi que o espaço reservado à ciência em 2011 foi de 0,8% no conjunto do alinhamento", explica Tânia de Morais Soares, coordenadora do projecto na ERC..

No estudo “Ciência no Ecrã – Divulgação televisiva da actividade científica” fizemos um foco especial sobre essa realidade. Optámos por fazer uma análise baseada num conceito muito restrito de ciência, entendo ciência como algo que significasse o avanço do ponto de vista do conhecimento», salienta Tânia Morais.

Vítor Faustino, investigador do IGB e membro da equipa do estudo, sublinha que Portugal está na média europeia relativamente ao espaço dado nos telejornais à ciência. «Daquilo que conheço não nos afastamos muito dos padrões da União Europeia. Todos temos de competir com as notícias de desporto, de política».

O trabalho permitiu ainda verificar que a investigação em saúde é aquela que mais espaço tem nos noticiários e que “a maior parte das notícias não dominam tanto como fontes os presidentes ou directores dos institutos de investigação. Por norma, são mais consultados os cientistas, aqueles que estão à frente dos projectos”, diz Tânia. Neste ponto, Vítor Faustino afirma: “Ainda temos mais investigadores homens que mulheres a dar entrevistas nas televisões”.

Trabalho de continuidade

Para Vítor Faustino, os jornalistas e os cientistas “não estão de costas voltadas, mas há ainda muito para fazer. O encontro de dia 13 é a pedra de lançamento de um “trabalho de continuação. Precisamos de uma rede mais longa e aprofundada. Deixámos de fora muita coisa. Se houver mais pessoas a querer trabalhar esta temática, podem e devem fazê-lo”, diz o investigador.

No entanto, reforça que “os cientistas já compreenderam que é importante comunicarem o seu trabalho e os jornalistas também já compreenderam que a ciência é importante para o desenvolvimento do país e é um tema também apelativo para as audiências”.

Na Conferência “Ciência no Ecrã” vão estar presentes jornalistas, entre eles, Carla Castelo, da SIC. Ao “Ciência Hoje” confessa que “as principais dificuldades prendem-se com o grau de complexidade dos temas a tratar e com o tempo, quase sempre muito reduzido, que temos para essa tarefa. Por um lado, é preciso nós próprios, enquanto jornalistas, estudarmos, ainda que de forma breve, os temas para percebermos o que está em causa. É esse o primeiro desafio: ‘entrar’ nos temas para compreendê-los o melhor possível. Por outro lado, precisamos de comunicar esses temas ao público de forma simples e acessível, sem perder rigor. Ora, este exercício de tornar simples e cativante algo que é complexo é muitas vezes difícil de alcançar com sucesso”.

A jornalista considera ainda que “nunca houve muito espaço para a ciência na informação dos canais generalistas” e a crise pode tornar esse espaço “mais diminuto”. Carla Castelo adianta que a “investigação científica aparece nas notícias sobretudo quando há um prémio internacional, quando um investigador português se distingue, ou quando há temas da actualidade política e social, nacional ou internacional, que tocam na área científica”.

Com estas premissas se fará a Conferência “Ciência no Ecrã” entre as 9h30 e as 12h00.



Fonte: CiênciaHoje

_________________
Portugal Natura
avatar
Mandrágora

Mensagens : 327
Data de inscrição : 20/03/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum