Portugueses estão a consumir menos água da torneira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Portugueses estão a consumir menos água da torneira

Mensagem  Mandrágora em Qua 12 Dez 2012 - 17:59




Portugueses estão a consumir menos água da torneira

Quatro em cada cinco empresas de abastecimento registou quedas de vendas em 2011. A explicação pode estar na crise.

Os portugueses estão a consumir menos água comprada às empresas ou serviços de abastecimento. Quatro em cada cinco destas empresas (81%) registaram quebras na facturação da água que chega às torneiras dos consumidores em 2011, em relação à média dos últimos três anos, segundo um estudo apresentado esta quarta-feira pela Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA).

O estudo Água e Saneamento em Portugal: o Mercado e os Preços traça um quadro de todas as entidades gestoras do país e conclui que 63% tiveram quebras nas vendas – de 1% a 6,2%. Aí estão misturadas, porém, entidades que vendem a água “em alta” (da captação até aos reservatórios) e “em baixa” (dos reservatórios às torneiras). Considerando-se apenas o abastecimento “em baixa”, houve quebras em 81% das empresas gestoras.

As famílias e as empresas estão a consumir menos “por bons e por maus motivos”, afirma Sérgio Hora Lopes, da comissão de peritos da APDA responsável pela elaboração do estudo. “Muitos começam a ir buscar água aos poços, água não- controlada. Tenho conhecimento de um infantário que juntou água do poço com água da companhia e isto é um problema, pode gerar uma situação muito complexa e até de saúde pública”, completa Hora Lopes, citado pela agência Lusa.

Também há mais portugueses em dívida com as facturas da água. De todas as entidades gestoras consultadas no estudo, 59% declararam que as dívidas aumentaram em Dezembro de 2011, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Por outro lado, a factura sofreu um aumento significativo nos últimos anos. Entre 2003 e 2011 houve, em média, um aumento de 3,3% para o abastecimento de água e 9,6% para o serviço de saneamento.

O preço da água continua a apresentar uma grande disparidade em diferentes pontos do país. A média mais baixa é da Madeira (0,85 euros por metro cúbico) e a mais alta de Lisboa (1,71 euros), calculada para um consumo de 120 metros cúbicos por ano.

Para este nível de consumo, as famílias pagam um preço médio de 113 euros por ano pela água e 73 euros pelo saneamento, segundo o estudo da APDA. Os números estão muito próximos de outra avaliação recente, feita pela Entidade Reguladora para os Serviços de Águas e Resíduos, segundo a qual a factura anual média é de 118 euros para a água e 68 euros para o saneamento.

Fonte: Público

_________________
Portugal Natura

Mandrágora

Mensagens : 327
Data de inscrição : 20/03/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum