Mais de 40 personalidades assinam manifesto contra barragem de Foz Tua

Ir em baixo

Mais de 40 personalidades assinam manifesto contra barragem de Foz Tua

Mensagem  Haddock em Qua 18 Abr 2012 - 21:07



Por considerarem o rio Tua um “património de inestimável valor”, mais de 40 personalidades de várias áreas subscreveram um manifesto onde exigem a “paragem imediata das obras” da barragem “antes que sejam cometidos danos irreparáveis”.

No manifesto, os signatários consideram que a barragem do Foz Tua não cumpre os objectivos porque vai produzir apenas 0,5% da energia gasta em Portugal, reduzindo só 0,7% das importações de energia e 0,7% das emissões de gases de efeito de estufa.

“Foz Tua contribuiria com uns míseros 0,1% da energia do país”, concluem.

Os signatários defendem ainda que a barragem “é cara” - e que durante 75 anos os portugueses é que a vão pagar através da factura eléctrica - e que há “alternativas melhores”, entre as quais o investimento em eficiência energética e o reforço da potência das barragens já existentes.

Afirmando que a construção da barragem é “um atentado cultural”, os assinantes do manifesto lembram que a albufeira de Foz Tua “destruirá a centenária linha ferroviária do Tua, um vale com paisagens naturais e humanizadas de rara beleza, com elevado valor patrimonial e turístico”. Os signatários recordam ainda que a obra põe em causa a classificação do Alto Douro Vinhateiro como Património da Humanidade.

Além disso, defendem que a barragem constitui também um “atentado ambiental” porque vai destruir “irreversivelmente” solos agrícolas e habitats ribeirinhos raros e vai pôr em risco espécies ameaçadas e protegidas.

No manifesto é ainda referido que aquela obra representa também “mais um golpe nas perspectivas de desenvolvimento de Trás-os-Montes, pela perda da mobilidade ferroviária e de produtos turísticos valiosos como os desportos de águas brancas e a ferrovia de montanha”. “Criar um emprego permanente no turismo é 11 vezes mais barato que um emprego na barragem”, lê-se no texto.

Assinam o manifesto personalidades da ciência, cultura, economia, política e cidadania como o arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles, o dirigente do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, o dirigente da Quercus Francisco Ferreira e o presidente da Geota (Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e do Ambiente), João Joanaz de Melo. A deputada do partido ecologista Os Verdes, Heloísa Apolónia, o jornalista José Manuel Fernandes, o professor e especialista em hidráulica Carmona Rodrigues, o presidente da Câmara de Faro e dirigente do PSD, José Macário Correia, e o músico dos Blasted Mechanism Pedro Valdjiu foram outros dos signatários.


Fonte: http://ecosfera.publico.pt
avatar
Haddock

Mensagens : 88
Data de inscrição : 22/03/2012
Idade : 34
Localização : Montijo

Ver perfil do usuário http://ruadamisericordia.blogspot.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum